(065) 3028-3515      contato@betacellcenter.com.br    |   

Como os hormônios influenciam no nosso processo de envelhecimento?

Produzidos por glândulas e órgãos, os hormônios regulam o funcionamento de todo o organismo. Influenciam no processo de crescimento ósseo e digestivo, na capacidade de reprodução, nas noites de sono, no desempenho cardíaco etc. Essas substâncias nos acompanham durante toda a vida, mas, à medida que envelhecemos, a produção vai reduzindo como parte desse processo natural.  

E, enquanto processo natural, não é caracterizado como deficiência ou doença. Portanto, não há necessidade de fazer uma reposição hormonal sem recomendação médica. O que pode ser feito é uma espécie de prevenção para reduzir o impacto, mas não para evitá-lo completamente. Saiba quais são os hormônios que diminuem com o avanço da idade:

Estrogênio e progesterona

Ambos produzidos pelo ovário, são os principais hormônios femininos. Responsáveis pelo desenvolvimento do corpo da mulher, pelo controle do ciclo menstrual, pelo crescimento, entre outras funções, a produção desses hormônios reduz muito depois da menopausa. Isso acontece porque se não há mais condições de reprodução, o organismo entende que não deve mais gastar energia fabricando um hormônio sexual. Mas como entre as consequências desta perda estão a diminuição da libido e o ressecamento vaginal, para minimizar o quadro é preciso conservar um estilo de vida saudável. Exercícios regulares, boas noites de sono, alimentação balanceada e vida social ativa suavizam os sintomas.  

Testosterona

Como não poderia deixar de ser, os homens também sofrem com alterações hormonais. Produzida pelos testículos, a testosterona é o principal hormônio dos homens e está relacionada ao desenvolvimento de características tipicamente masculinas, como a produção de espermatozoides, o engrossamento da voz, o excesso de pelos e o crescimento de músculos. Assim como as mulheres têm uma queda hormonal depois da menopausa, os homens possuem a mesma queda, só que depois da chamada andropausa - ainda que de forma mais lenta e gradual. Neles o fenômeno só acontece, geralmente, depois dos 50 anos. Para minimizar os efeitos dessa perda, vale a fórmula de sempre: exercícios físicos regulares e consumo moderado de bebidas alcóolicas.

T3 e T4

Produzidos pela tireoide, o T3 (triiodotironina) e o T4 (tiroxina) são extremamente importantes para praticamente todos os órgãos do corpo. Responsáveis pelos batimentos cardíacos, pela temperatura corporal, pelo bom funcionamento do intestino e até do sistema nervoso central, geralmente a baixa hormonal acontece por volta dos 80 anos - mas além de ser discreta, não causa nenhum prejuízo ao organismo. Aumentar a ingestão de iodo, além de conservar hábitos saudáveis, também minimiza essa queda hormonal. 

Melatonina

Produzida pela glândula pineal, no cérebro, a melatonina é a grande responsável pela qualidade do sono. E como já se sabe, boas noites de sono influenciam na saúde geral do indivíduo, ajudando a evitar doenças crônicas, como hipertensão ou diabetes. A produção começa a diminuir a partir dos 50 anos e alcança taxas até 75% menores do que eram na juventude. Como o corpo dos idosos já se desenvolveu completamente e eles gastam menos energia, consequentemente, precisam de menos horas de sono. Mas dormir pouco não necessariamente significa dormir mal. Basta conservar um ambiente relaxante para o sono, praticar exercícios físicos regulares e se alimentar bem durante o dia. 

Fonte: Medical Site

29 de Agosto de 2019

Agende sua consulta!